Grupo Basequímica promove tradicional festa junina

A Basequímica promoveu em 26 de junho (sexta-feira) uma das principais celebrações da cultura brasileira: a tradicional festa junina. O encontrou reuniu cerca de 180 colaboradores do Grupo (composto pela Basequímica, Transmogiana e Biobase Alimentação Animal). Durante a ocasião, a equipe também comemorou o aniversário dos profissionais que nasceram em junho.

O “arraial” contou com música caipira e comidas típicas como cachorro quente, mini pizza, pastel, churros, paçoquinha e pé de moleque. A diversão e a integração foram o ponto alto da festividade. As instalações da empresa ficaram coloridas com tantas bandeirinhas, balões e enfeites temáticos.

“A cada dia, a empresa nos surpreende mais. A decoração está linda, muito animada. As comidas estão saborosas. Está tudo prefeito”, comenta Regiane Garcia Freitas Zagui, do departamento financeiro.

Segundo Joyce Apparicio, do departamento de Recursos Humanos, promover a integração entre os colaboradores é especial. “Pensamos em todos os detalhes para realizar uma festa alegre, onde todos participem, gostem e se envolvam no clima. Pois a empresa em sua cultura humanista, destaca-se por preservar sempre a integração entre todos, e geralmente utilizamos destas datas e comemorações para reforçar esta característica, que é ponto marcante do Grupo Basequímica”, explica.

Curiosidades sobre as festas juninas - A festividade teve origem na Idade Média na celebração dos chamados Santos Populares (Santo Antônio, São Pedro e São João) e é até hoje, muito valorizada principalmente no norte da Europa e em diversas regiões do mundo.

Acessório importante da festa, as fogueiras são parte da antiga tradição pagã europeia de celebrar o solstício de verão (momento em que o Sol, durante seu movimento aparente na esfera celeste, atinge a maior declinação em latitude, medida a partir da linha do equador). A fogueira do dia de Midsummer (25 de junho) tornou-se, pouco a pouco, na Idade Média, um atributo da festa de São João Batista, o santo celebrado nessa data. Já os balões e fogos de artifício foram trazidos pelos portugueses para o Brasil. Os fogos, segundo a tradição popular, servem para despertar São João. Na antiguidade, os balões eram utilizados para avisar que a festa iria começar, mas hoje é uma prática proibida por lei no Brasil, devido ao risco de incêndio e mortes.

A tradicional quadrilha tem o seu nome originário de uma dança de salão francesa para quatro pares, a quadrille, em evidência na França entre o início do século XIX e a Primeira Guerra Mundial. A quadrille francesa era um desenvolvimento da contredanse, popular nos meios aristocráticos franceses do século XVIII. A quadrille chegou ao Brasil seguindo o interesse da classe média e das elites portuguesas e brasileiras do século XIX, por tudo que fosse a última moda de Paris.

Basequímica

Rua: Uruguai, 1493
Parque Industrial
Cel. Quito Junqueira
CEP 14075-330
Ribeirão Preto - SP - Brasil

+55 16 2101 1200

basequimica@basequimica.com.br